CEO da Netflix comenta sobre a nova série da LAVA JATO dirigida por José Padilha


Reed Hastings, CEO da Netflix esteve aqui no Brasil nesta terça-feira 07/02 para anunciar algumas novidades bem legais relacionadas ao serviço de Streaming mais amado do mundo.

Ele começou discorrendo sobre a evolução da Netflix que deu um salto de distribuidora de DVDs em 1977 para ser um serviço de Streaming em 2007. Cinco anos depois, em 2012, finalmente chegou no Brasil e na América Latina.

Ao responder perguntas de jornalistas, Hastings respondeu sobre a produção da série que foi anunciada no ano passado, baseada na operação Lava Jato, que será dirigida por José Padilha:

Continuamos trabalhando na série sobre a Lava Jato. Eu tenho certeza que será controversa, vindo do José [Padilha], mas nós não temos anúncios específicos sobre isso. Ela está em produção agora, estamos escrevendo e desenvolvendo, e eu acho que vai ser bem empolgante. Obviamente tem filmes sendo feitos sobre o mesmo assunto [por outras empresas], é um tópico importante, mas nós achamos que devido ao sucesso de Narcos[também de José Padilha], essa será uma série que será grande globalmente.

Ao ser questionado se a empresa não tinha receio de abordar um assunto tão controverso, Hasting declarou:

Em entretenimento você não está escolhendo um lado, você está contando uma história. Nós não estamos tentando influenciar ninguém, nós não estamos tentando mostrar objetivamente a verdade, nós estamos tentando mostrar o lado humano por trás da história e questões subjacentes em meio à corrupção e ao poder, temas que não são únicos ao Brasil. Acontece várias vezes, em muitos lugares. E se nós fizermos um bom trabalho, será uma série controversa e que todo mundo vai querer conversar sobre o lado humano de eventos que acontecem no Brasil e ao redor do mundo há milhares de anos.

Sobre as preocupações dos consumidores a respeito das possíveis limitações de banda impostas pelas operadoras de internet, o CEO da Netflix declarou:

Muitos países ao redor do mundo começaram, uns cinco anos atrás, com limitações. Por exemplo, Canadá costumava ter um limite de 20MB para a maioria dos usuários de internet. O que aconteceu é que os consumidores expressaram suas frustrações com esse limite da internet e conseguiram que ele aumentasse mais e mais e depois simplesmente fosse abandonado. A tendência mundial é permitir que conteúdo seja transmitido via internet. Só que sempre existem tensões por conta das operadoras de banda larga buscarem mais lucros e eles ficam pensando em maneiras de fazer isso. Mas em todos outros países, consumidores tiveram sucesso ao se unir para fazer com que o limite da banda larga aumentasse ou fosse eliminado. Então isso deve acontecer aqui também.

Hastings também abordou a questão do ISS (Imposto Sobre Serviço) que pode começar a ser cobrado de todos os serviços de streaming que atuam no Brasil, incluindo a Netflix.

Em geral nós pagamos todos os impostos referentes ao país quando é necessário. Nós somos uma entidade local, pagando impostos, aqui no Brasil, desde o começo, há cinco anos. Então desde que as regras sejam aplicadas igualmente em todos, nós, nossos concorrentes, então cabe aos brasileiros e ao governo decidir quais impostos devem ser cobrados e nós apenas seguimos as leis.

Via: Jovem Nerd

Comentários no Facebook:

Comentários


Você gostou disso? Chame seu amigo para zuar com a gente!

4 Compartilhamentos
3
4 Compartilhamentos, 3 Pontos
Qual foi sua reação ao ver isso?
Raiva Raiva
0
Raiva
Fofo Fofo
0
Fofo
Comoção Comoção
1
Comoção
Nerd Nerd
0
Nerd
Lol Lol
2
Lol
Oh Meu Deus Oh Meu Deus
1
Oh Meu Deus
WTF WTF
1
WTF
Hahaha Hahaha
2
Hahaha
Amei Amei
4
Amei
Triste Triste
0
Triste
Espanto Espanto
1
Espanto
Feliz Feliz
0
Feliz
Nojo Nojo
0
Nojo
Não gostei Não gostei
0
Não gostei
Susto Susto
0
Susto
Medo Medo
0
Medo
Decepção Decepção
0
Decepção
Prazer Prazer
0
Prazer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CEO da Netflix comenta sobre a nova série da LAVA JATO dirigida por José Padilha

Entrar

Faça login para criar suas próprias postagens
Você ainda não tem uma conta?
Cadastrar

reset password

Voltar
Entrar

Cadastrar

Registre-se para ter acesso ao seu painel de criação.

Captcha!
Voltar
Entrar